Flores na janela e perfume pelo ar

Feminina. Ah, como eu amo essa palavra! O som, a escrita, e principalmente o significado. Quando ouço essa palavra me vem à mente o desenho de uma mulher bem delicada, passeando à tarde pela cidade, experimentando perfumes, tomando café numa confeitaria enquanto conversa com uma amiga querida (daquelas que toda mulher precisa ter para desabafar e não se sentir tão louca! Hahaha!), depois, andando a pé pelo centro dessa mesma cidade, cabelos ao vento, sentindo o calorzinho gostoso do sol.

Este também é um dos elogios que eu mais gosto de escutar! Ah, os elogios! Que mulher não gosta de recebê-los? Lembro que quando eu era pequena meu avô me deu um guarda-sol cor-de-rosa e eu saía pela vizinhança toda exibida, me sentindo a própria “Sinhaninha” daquelas novelas de época. Meu avô me assentava no colo dele e me chamava de princesa. Eu sei que muitas meninas são chamadas de princesas também, mas para mim não importava. Aquele era o jeito do meu avô dizer que eu era importante pra ele e que ele me amava. E aquele momento era só nosso. E eu era a princesa do guarda-sol cor-de-rosa e pronto!

A Bíblia diz em I Pedro 3, versículo 7: “Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum do lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher como parte mais frágil.” E tem muita gente brigando por causa desta expressão: “mulher, o sexo frágil”. Mas eu acredito que o que a Bíblia diz aqui não é que somos fracas, menos capazes, que temos menos direitos, nem nada nesse sentido. O que a Bíblia diz aqui é que somos diferentes dos homens e devemos ser tratadas de maneira diferente. Sim! Somos diferentes deles! Somos mais sensíveis emocionalmente, choramos com mais facilidade (pelo menos a maioria de nós), nos comovemos mais com o sofrimento do próximo, queremos carinho, abraço, proteção. Gostamos de flores enfeitando a casa, toalhas de renda sobre a mesa, cheirinho de baunilha pelo ar. Todas essas coisas que para o homem podem até ser supérfluas ou passar despercebidas, mas que basta a mulher se ausentar da casa por alguns dias e ele logo começa a perceber quanta vida e quanta graça sua mulher confere ao seu lar.

Deus não nos criou com essas diferenças para que homens e mulheres vivessem em pé de guerra, não! “Por que Deus me criou tão sensível num mundo de homens tão grosseiros???” Deus não erra. Ele fez aquele Adão para aquela Eva. E criou homens e mulheres que podem muito bem se complementar, aprender e ensinar um ao outro. Não digo “perfeitamente”, pois o pecado entrou nessa história. Mas digo que é possível, que ainda pode ser linda e abençoada essa união entre o masculino e o feminino, seja no relacionamento, no trabalho, na sociedade. Não só entre marido e mulher, mas quero falar principalmente sobre marido e mulher. Não é feio ser feminina! Não é feio exaltar e amar as qualidades que Deus te deu! Não precisamos brigar com os homens para sermos mais mulheres! Não precisamos “feminilizar” os homens. Sim, porque nos nossos dias se instaurou uma grande crise na masculinidade. Tudo é machismo, tudo fere os direitos das mulheres e, assim, homens e mulheres seguem confusos, sem saber com certeza qual é o seu espaço, seu papel, seu valor na sociedade. Vivemos dias em que falta pouco para ser ofensivo um homem declarar que é heterossexual e gostar de ser assim.

Diga sim a sua feminilidade. Diga não à guerra dos sexos. Celebre e louve a Deus pelas diferenças que ele criou. E para aquelas que estão ainda procurando um companheiro, que o encontrem, se esse for o desejo de seus corações, um homem que as trate como princesas, que abra a porta para vocês passarem e carregue o peso das compras. Não só das compras, mas que divida o peso da vida com vocês. E que juntos vocês formem uma linda família abençoada por Deus, como tem que ser, pois “Homem e Mulher os criou”!

 

Fotografia: Unsplash

Escrito por

Mineira, 35 anos, casada há 9 anos com um lindo rapaz que conheceu aos 15, tem um filho de 4 anos que é um "colosso". Ela acredita que tudo isso é muito mais do que merece ou sonhou alcançar. É a graça enorme do nosso poderoso Deus. Atualmente serve ao Senhor na Missão Caiuá, no Mato Grosso do Sul, trabalhando com indígenas. Gosta muito de conversar, escrever e viajar.

18 comentários em “Flores na janela e perfume pelo ar

  1. Parabéns Bia pelas flores colocadas e os perfumes exalados na escrita deste texto. Enquanto lia respirei uma brisa suave!

    Poucas vezes encontrei um autor expressando com tamanha sensatez e docilidade o universo feminino. A coragem de assumir a feminilidade revela a força de uma grande mulher.

    Sua graça, singeleza, e principalmente, a feminilidade no contexto da guerra dos sexos é perceptível e muito bem vinda. Um afetuoso abraço do seu irmão, em Cristo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s