WiFi com café

Lá estávamos nós, em uma noite fria de terça-feira. Um grupo animado de mulheres em volta de uma enorme mesa de madeira tomando um café quentinho, e falando da graça de Deus em nossas vidas, em meio a risos e, às vezes, lágrimas. Fui tão bem acolhida entre elas e, desde então, venho criando laços preciosos, estudando a Palavra e desfrutando da doce comunhão que encontramos no corpo de Cristo. Como tudo isso me fez falta por algum tempo!

Nos últimos 2 anos passei por muita coisa, algumas me abalaram mais que outras, chorei, perdi noites de sono e senti medo. Em meio a tudo isso percebi que tinha a necessidade de conversar, desabafar, mas havia perdido a habilidade para isso. E como isso é possível? Como nos distanciamos uns dos outros com toda a rede wi-fi que nos envolve? Eis o paradoxo que temos vivido: nunca estivemos tão conectados e ao mesmo tempo tão distantes uns dos outros.

Como é fácil cair nas armadilhas deste mundo virtual onde tudo é tão perfeito e cheio de momentos felizes, onde a “grama do vizinho é sempre mais verde”. Como é fácil nos fecharmos para aqueles que estão a nossa volta e passarmos nosso tempo teclando ou admirando a vida alheia. Como se torna fácil falar o que não deveríamos por não ter que olhar nos olhos e ter uma tela a nossa frente. E como é fácil deixar de lado os momentos com nosso Senhor e Melhor Amigo porque não sobrou tempo.

Estamos cercados de amigos virtuais, dezenas de contatos no WhatsApp, centenas de amigos no Facebook, e sabe lá quantos seguidores no Instagram e muitas vezes nos vemos sozinhas em nossas lutas e angústias, ou acabamos despejando nossos sentimentos mais íntimos nas redes sociais na esperança de que alguém nos ouça, e assim acabamos nos esquecendo que alguns pensamentos e sentimentos devem ser depositados primeiramente diante do trono da graça.

“Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade. ” (Hebreus 4:16)

Lembro que quando era adolescente ganhei um bracelete de uma amiga com as seguintes letras: WWJD se referindo a “what would Jesus do? ” (O que Jesus faria?). Durante muito tempo, essas letrinhas ficaram na minha mente, mas com o passar dos anos confesso que muitas vezes (muitas mesmo) falei e agi sem me lembrar desta perguntinha tão necessária à vida cristã. E então lá veio ela e me fez pensar no porquê de muitos sentimentos e pensamentos que vinham ocupando minha mente. E ela martelou e martelou: Então Bete, o que Jesus faria? E essa pergunta gerou outra: como Jesus se relacionava? A resposta? Jesus era pessoal, Ele demonstrava interesse, Ele se preocupava, se importava, Ele era amigo (João 15:14 e 15) e Ele buscava o Pai, a vontade do Pai, ah! Como Ele buscava.

No nosso mundo super conectado onde a comunicação é tão rápida e encontramos tudo com um simples clic, estamos nos perdendo e nos prendendo no emaranhado de uma rede sem fios. E precisamos urgentemente encontrar equilíbrio para não nos distanciarmos daqueles que estão tão perto de nós.

Este texto não é um protesto contra a tecnologia, nem um convite a uma vida aquém do mundo moderno. É um lembrete para vivermos as fotos compartilhadas, apreciarmos em tempo real os momentos curtidos com quem amamos e um convite a termos uma vida online que glorifique a Deus.

 “Assim, quer vocês comam, quer bebam, quer façam qualquer outra coisa, façam para a glória de Deus. ” (1 Coríntios 10:31)

Temos em nós a necessidade de nos comunicar, de criar laços e fazer amigos, mas estamos perdendo a habilidade de nos relacionarmos, de sentar para tomar um cafezinho com o marido, apreciar o entardecer conversando com amigos, brincar com nossos filhos, tomar sorvete com as amigas, de simplesmente parar um pouco e dedicar tempo a quem amamos, sem os bips dos e-mails e mensagens sempre urgentes chegando em nossos laptops e smartphones.

E quando vivemos de maneira equilibrada, desfrutamos muito mais uma conversa pelo Skype com amigos e parentes que estão distantes ou um café quentinho em uma noite com seu grupo de estudo bíblico.  Nós nos lembramos de como é bom o tempo a sós com o Senhor, aqueles momentos em que podemos nos derramar diante dEle, sabendo que Ele sempre visualiza nossas mensagens e as responde no tempo certo.

Então vamos lá, separe um tempinho do seu dia e curta um café com uma amiga, compartilhe um pouco do seu tempo com alguém querido, seja presente, pessoal, assim  como Jesus faria.

Fotografia: Unsplash

Escrito por

Uma goiana de passagem por este mundo caótico, onde vem buscando ser moldada por Deus e ter uma vida que O glorifique. Mãe de três preciosidades: André-8, Danielle-6 e Tiago-3. Dona de casa com alegria e apaixonada por tudo que envolve este mundo "caseiro". Amante de um café fresquinho, cheiro de livro novo, artes manuais de todos os tipos e pamonha quentinha em um dia de chuva. Conheceu seu marido em Minas, já morou nos três estados do Centro-oeste e hoje serve ao Senhor da seara, com seu marido no treinamento de missionários junto a MNTB em Vianópolis.

6 comentários em “WiFi com café

  1. BOA TARDE
    ACABEI DE LER ESSE TEXTO MARAVILHOSO E VERDADEIRO
    COMO O NOSSO TEMPO ANDA CORRIDO E QUANTO TEMPO DEIXAMOS DE PASSAR COM PESSOAS QUE AMAMOS AS VEZES ESTAMOS NA MESMA CASA E NOS COMUNICAMOS PELO ZAP ISSO É TÃO ALTOMATICO QUE NEM PERCEBEMOS E ESSE TEXTO VEIO TRAZER NOSSA REALIDADE DO DIA A DIA DEVEMOS NOS POLICIAR QUANTO A ISSO
    OBRIGA PELO MARAVILHOSO TEXTO
    AMEI
    FIQUE NA PAZ

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s