Olhos de amor

Ela estava em crise. Não conseguia aceitar as tantas diferenças à sua volta. Olhava para todos e tudo com crítica e muitas vezes desprezo. Entrava em seu quarto e murmurava á Deus perguntando: Por que ela é assim? Por que ele não faz desse jeito? Por que ela não pensa assim?

Foram dias seguidos vivendo dentro de uma redoma, não aquelas de proteção transparente, mas uma cinzenta e sem luz alguma, onde ela não conseguia ver nada além das implicâncias.

Seu marido, sabia um pouco do que ela estava passando, bem pouco. Não por ela ter falado tudo o que estava pensando, mas pelo fato dela estar infeliz e reclamando. Claro que muitas vezes ele sofria as mesmas críticas do: por que você é assim?

Na verdade era somente Deus que sabia tudo o que estava em seu coração e mente. Ela conseguia, e consegue, esconder bem dos outros, mas Dele não. Não tem como, Ele sonda os nossos corações tão profundamente e conhece todos os nossos pensamentos.

Ela levantou da cama naquela manhã, pensativa, observadora e pessimista. Enquanto tomava seu café alguém entrou, sentou e falou: “Eu estava meditando na Palavra de Deus e depois observando as pessoas aqui em minha volta e pensando em cada um. Não é lindo como Deus fez todos tão diferentes? E cada um é amado, usado, lindo aos olhos Dele. Eu quero olhar as pessoas assim”.

Espera aí?! Como essa pessoa sabia? Por que estava falando tudo isso com tanta empolgação e amor no olhar? O que estava errado?

Ela simplesmente ouviu. Não podia falar nada, afinal ela não estava pensando assim. Se retirou e foi chorar. Aquelas palavras vieram tão fortes ao seu encontro. Ninguém sabia, somente o Senhor, e ele de uma forma linda e inesperada falou ao seu coração.

Foram lágrimas de arrependimento e um pedido: Senhor me ajuda a olhar a todos com os Seus olhos de amor. Me ajude a olhar as diferenças com essa empolgação. Me ajuda a aceitar a todos como eu quero ser aceita.

Essa moça sou eu. Daquele dia em diante travei uma batalha que luto até hoje para apreciar as diferenças de cada um à minha volta. E confesso que não tem sido fácil. Mas creio que tenho melhorado, pelo menos um pouco.

Já sofri muito com essa indiferença, muitas vezes desprezo, julgamentos e total falta de amor. Estava fazendo a mesma coisa, mesmo sendo somente em pensamento, no caso daqueles dias. Já orei tantas vezes pedindo para Deus me ajudar a ser diferente. Não estou falando aqui de caráter, pecados e atitudes que ferem ao Senhor, estou me referindo a essência de cada um, personalidade, maneira como faz certas coisas. Uns mais extrovertidos, outros calados, uns lentos, outros apressados, alguns com dons e habilidades diferentes… essas diferenças que devemos olhar e nos alegrar. Afinal que mundo chato seria se todos fossem igual a mim ou fizessem tudo da forma que eu faço. As diferenças nos ajudam a aprender, a crescer, ser moldadas e aperfeiçoadas.

Se você observar uma flor da mesma espécie ela não será idêntica, pode até ser algo quase imperceptível mas terá algo diferente uma da outra. E a beleza está aí – Deus fez e o que Ele faz é bom.

Não quero ser a mesma pessoa dentro daquela redoma escura, quero ser útil, amável e tolerante aos outros. A aceitação é uma das formas de demonstrar amor. E tudo fica tão mais lindo e leve!!!

Fotografia: Unsplash

 

Escrito por

Bianca, casada, 33 anos. Mommy de duas lindas crianças. Lissa-8 e Taylor-5. Mora no interior de São Paulo em um lar que mistura pancakes no café da manhã e arroz e feijão no almoço. Estudou telogia no Instituto Bíblico Peniel, onde começou a ser moldada pela Palavra que é viva. Gosta de passar tempo com a familia e amigos, regado a muito café onde a Biblia é The Book on the table! As vezes sapeca, outras mais sérias, tempo tagarelando outros being quiet, mas sempre buscando melhorar e contagiar com uma alegria que não é dela!

Um comentário em “Olhos de amor

  1. Reflexão sensacional! Nem sempre é fácil lidar com todos e é um desafio diário amar as pessoas como Deus ama!

    “Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros.
    Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”.
    João 13:34,35

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s