Como agradecer?

Senhor, mais uma vez estou aqui diante de ti.

Que privilégio!

Não mereço tamanha graça, amor, misericórdia, ternura.

Pois sou pecadora, imperfeita.

Mas tu és tremendo e Tua graça não tem fim.

Como agradecer?

Em todas as situações,

Nas minhas necessidades,

Foste fiel. Aliás, és fiel sempre.

 

Obrigada porque o Espírito Santo habita em mim.

Deus morando em mim, um vaso de barro.

Isso é esplêndido! Não existe explicação.

Sempre me direciona, me mostra o erro, ajuda em minha fraqueza,

E intercede por mim, quando não sei como orar.

 

Tu me conheces desde o ventre de minha mãe.

E sempre que fico agitada

Me fazes lembrar que preciso dar uma pausa, ficar calma.

Focalizar os pensamentos em quem tu és.

Lembrar que és soberano, que tens o controle de tudo.

Assim posso ouvir-te claramente:

“Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus.”

Diante disso, como agradecer?

 

Quando me sinto fraca, tenho me apoiado na tua força.

Porque tens me ensinado.

E como me sinto forte no Senhor!

 

Em outros momentos, sinto-me cheia de mim,

O orgulho transborda e não fica nada de ti.

E, como sempre, o Senhor repreende-me.

É difícil ouvir-te. Palavras duras.

Mas a quem recorrer?

Só o Senhor pode mudar meu coração,

Purificar-me como se faz com a prata,

Moldar-me como o oleiro faz com o barro.

Como agradecer?

 

Recordo-me dos momentos no deserto;

Todas as vezes que tens me provado.

Lutas, aflições, incertezas, medo.

Tenho aprendido mais sobre ti e tua Palavra.

Posso sentir teus braços amorosos prontos a envolver-me.

Sinto-me mais perto de ti.

 

Ah! E os momentos de festa,

Quando meu coração transborda de alegria!

Bênçãos recebidas;

Sonhos realizados;

Satisfação, realizações.

São instantes preciosos de reflexão!

Meditar em quem és

E não se esquecer também

Que é preciso te louvar!

 

E trazer à memória

Que nos momentos de escuridão

Não deixarás de ser quem és.

És o mesmo; ontem, hoje e eternamente.

És o mesmo, seja no verão, primavera

Ou no outono e inverno.

 

Como agradecer?

Não tenho palavras.

Cumpra em mim o teu propósito.

Que minha vida seja de louvor e adoração,

Como um sacrifício vivo,

Para ser parecida contigo.

Tão somente para Tua glória!

 

 

Fotografia: Quino Al on Unsplash

Escrito por

Sou Dulcinéia, mas me chamam de Dulce. Nasci no sertão da Bahia, no entanto fui criada em São Paulo. Conheci o Salvador na adolescência. Aprecio começar o dia aos pés de Jesus, depois de ‘acordar’ com um delicioso café. Ensinar é uma das paixões de minha vida. Gosto de animais de estimação, trabalhos manuais, me encanto com a sinceridade e imaginação das crianças e fico admirada com as lindas histórias de vida daqueles que já estão quase na reta final. Boas leituras e passar tempo com os amigos também fazem parte dos meus momentos de prazer e descontração. Sou solteira, missionária da MNTB e atualmente trabalho no CTMS, Vianópolis – GO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s