Ouça a voz do Senhor

Tento imaginar os dias de Adão e Eva no jardim do Éden. E por mais que eu tente, nada é parecido com o que Deus criou no início de tudo. Minha natureza pecaminosa me impede de produzir a imagem de um mundo perfeito, pintado de lindas cores, cheio de paz e alegria.

Mas sabe, mesmo assim, tento imaginar e o que mais gosto de pensar é em como eram as conversas de Adão e Eva com Deus: sobre o que falavam e com que frequência. Acredito que eles se encantavam com tudo o que Deus falava; também deviam rir e se divertir. Deviam caminhar juntos, conhecendo o jardim e toda a criação de Deus, aprendendo como glorificar o Criador.

Como seres criados por Deus, Adão e Eva dependiam dEle; a vida só fazia sentido com a presença dEle, num relacionamento perfeito e agradável de Pai e filho, criador e criatura.  Cada dia deviam aprender algo novo sobre a vida. Cada dia conheciam um pouco mais daquele que é a própria Sabedoria.

Adão e Eva certamente sentiam-se totalmente satisfeitos e completos com a presença constante do Pai e Senhor de suas vidas.

Mas um dia, isso mudou. Aquele mundo colorido e cheio de alegria e paz tornou-se cinzento e cheio de medo, vergonha, dor e incertezas.

“Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim.” (Gênesis 3:8)

Como sempre Deus fazia, chamou Adão e Eva. Eles ouviram a Sua voz. Eles sabiam que era Deus. Estavam acostumados com aqueles encontros agradáveis, mas dessa vez foi diferente. Estavam separados de Deus. A comunhão havia sido quebrada.

Esse versículo me faz refletir em como está o meu relacionamento com Deus. Tenho desejo de ouvir sua voz? Deleito-me em sentar aos pés do Senhor e ouvi-Lo todos os dias? Ou tento fugir? Ou estou tão distante dEle que me sinto envergonhada e vou inventando algumas desculpas para não marcar um encontro?

Sempre há uma luta dentro de mim para manter essa comunhão dia a dia. Minha carne, naturalmente, não quer, porém, minha alma e espírito necessitam ouvir essa voz e aprender dEle cada dia.

Talvez essa seja sua luta também: manter o hábito de encontrar-se com Deus todos os dias; parar suas atividades e concentrar-se em ouvir unicamente a voz daquele que sabe exatamente o que é melhor para nós cada dia.

“Apegue-se às minhas palavras de todo o coração, obedeça aos meus mandamentos, e você terá vida.” (Pv 4:4)

Devemos tomar uma decisão e ter um propósito para nossas vidas: tempo a sós com Deus não pode ser trocado por nada. Somos seres dependentes do Senhor e fomos criados para a Sua glória. Nossas vidas só têm sentido quando são dirigidas por Ele e para isso é preciso ouvir Sua voz constantemente.

Eu sei e você também sabe o quanto é bom estar aos pés do Senhor e meditar em sua Palavra. É maravilhoso! Muito especial! Sentimo-nos satisfeitas nEle e encorajadas, em paz e fortalecidas, amadas.

Manter esses encontros dia a dia, sempre será uma luta, mas devemos perseverar e, mesmo quando não temos vontade ou ‘achamos que não temos tempo’ é quando devemos resistir à tentação e lutar para ouvir a voz de Deus.

Cada uma de nós tem uma maneira de ouvir a voz do Senhor através da meditação em Sua Palavra. E Deus sabe interagir com cada um de seus filhos. Ele nos criou com características diferentes e sabe que também aprendemos de formas diferentes e Ele sabe exatamente como alcançar cada coração.

Cada um pode encontrar sua própria maneira de interagir com Deus e aprender dEle. Muitas vezes ficamos preocupados em gastar muito tempo, mas é importante também tempo de qualidade.

Quero compartilhar com você um pouco do que tenho costume de fazer no meu tempo de meditação na Palavra.

No momento, eu tenho alternado entre a leitura de um livro do Velho Testamento e do Novo, conforme a ordem que se apresentam na Bíblia. Gosto também de ler um livro devocional. Tenho lido agora o livro “Crescendo nas estações da Vida” (Charles R. Swindoll). Muito bom!

Gosto também de louvar a Deus através de cânticos. Muitas vezes, estou sem aquele desejo de meditar e, então, ouvir uma música de adoração ou cantar, me encorajam.

Anoto versículos ou ideias importantes que falaram mais ao meu coração. Alguns desses versículos deixo escrito em lugares visíveis da minha casa para que eu possa ser lembrada. Procuro perguntar a Deus como aquele texto pode ser aplicado à minha vida; em que áreas preciso mudar, quais são meus pecados não confessados. Gosto muito de identificar os atributos de Deus nas passagens bíblicas, como Ele se manifestou e como tem sido nos dias atuais e especificamente em minha vida.

Ah! Ter um local e um horário fixos me ajudam a manter o hábito e seguir uma rotina.

E também algo que considero muito significativo é, antes de ler a Bíblia, pedir a Deus que “desvende os meus olhos para que eu veja as maravilhas da Sua Lei” e o que Ele quer me ensinar. Corremos o risco de ler a Bíblia como um livro qualquer ou, algumas partes que já somos bem familiar, não lemos com o coração aberto para aprender novas verdades. Afinal, a Palavra de Deus é “viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração.” ( Hb 4:12)

Por isso, pare e ouça a voz do Senhor. Ele sempre vem ao nosso encontro e nos chama para andar com Ele e manter um relacionamento cada vez mais íntimo.

 

Fotografia: Liana Mikah on Unsplash

 

 

 

Escrito por

Sou Dulcinéia, mas me chamam de Dulce. Nasci no sertão da Bahia, no entanto fui criada em São Paulo. Conheci o Salvador na adolescência. Aprecio começar o dia aos pés de Jesus, depois de ‘acordar’ com um delicioso café. Ensinar é uma das paixões de minha vida. Gosto de animais de estimação, trabalhos manuais, me encanto com a sinceridade e imaginação das crianças e fico admirada com as lindas histórias de vida daqueles que já estão quase na reta final. Boas leituras e passar tempo com os amigos também fazem parte dos meus momentos de prazer e descontração. Sou solteira, missionária da MNTB e atualmente trabalho no CTMS, Vianópolis – GO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s