Basta apenas uma chuva!

Desde Julho estamos residindo no Centro Oeste do país, em Goiás, onde o clima é bem mais seco do que onde estava acostumada, no sudeste do país.

O local onde moro é lindo e gramado. Quando chegamos estava no tempo da “seca” e a grama era verde, mas bem clarinha, e nunca crescia. Colegas que moram aqui há mais tempo diziam: “- É impressionante, basta apenas uma chuva que tudo fica verde e o mato cresce.

Sou bem desconfiada e cheguei a pensar que era apenas uma forma de “expressão”. Mas, para minha surpresa, presenciei esse fato! Apenas uma chuva, e tudo que não conseguíamos fazer com um balde ou regadores, foi solucionado em um dia de chuva. E com a frequência dela, em dois dias a grama e mato começaram a aparecer. Alguém disse que isso daria um bom aprendizado, e então comecei a pensar em qual seria.

Junto a esse acontecimento, recomecei a ter meu tempo a sós com Deus. Há algum tempo não estava sendo uma pessoa frequente nos meus encontros com o Pai e com a leitura bíblica. Acredito que isso aconteça com você também. Se não cuidamos, nos deixamos ser levadas pelo cansaço, pela correria do dia-a-dia ou qualquer outro entretenimento (filmes, séries, amizades, entre outros).

Percebo em minha caminhada, e ouvindo alguns relatos, que temos dificuldade em recomeçar nossa “vida com Deus”, ou leituras bíblicas por culpa, auto-crítica, pensamentos do tipo: “quem sou eu para começar de novo?” “Vou começar mais uma vez e depois não conseguirei manter”. “Quantas vezes já tentei e não consegui!” “Não tenho tempo!” “Teria que acordar muito cedo!” “Só tenho 10 minutos no dia ou nenhum!”

Ou talvez você é do tipo que “pra fazer de qualquer jeito nem começo!”. Quando se anima para recomeçar, quer ler 10 capítulos de uma vez ou ficar duas horas ali na presença do Pai, sem hora pra sair. Mas, quando a rotina lhe chama, não aceita voltar se não for nesse “padrão”.

Eis a questão principal que identifico nesses nossos tempos com Deus. Estabelecemos padrões humanos, pessoais, e sobre eles, avaliamos nosso desempenho, culpamo-nos e nos distanciamos do que o Senhor deseja.

Iniciamos o ano e as vezes determinamos que iremos ler toda a Bíblia. Ah! Tenho que ler 3 capítulos por dia! E se perdemos um, acumulamos 6 para o dia seguinte. E o “fardo” só vai aumentando.

O Senhor nunca pediu esses capítulos por dia. Foi você, fui eu. A frustração é comigo, é com você mesma. Não com Deus. Ele perdoa imediatamente se nos achegarmos a Ele e pedirmos perdão! Então qual o problema? Não nos “sentimos” perdoadas. Afinal, somos mais “santas e justas” que o próprio Deus e não aceitamos um erro, uma falha. E em nossa mente, pensamos que para voltar ao padrão que estávamos, teríamos que fazer “algo mais”.

Karíssima leitora, e falo pensando em mim, principalmente! Deixemos esse fardo e retornemos o quanto antes para o colo de nosso Pai. Leiamos Sua palavra sem medo, sem obrigação! Peça a Ele fome pela Palavra e sede por Sua presença. Marque um horário. Comece com pouco! Tenha horário iniciar e para terminar. Inclua você na agenda de Deus.

Fuja de padrões! Ele quer que você leia e aplique a Palavra, não apenas que você risque um quadradinho em sua planilha de leitura bíblica anual. Quantas vezes bati minha meta, mas meu coração permaneceu endurecido! Não estou dizendo que não deva fazer ou seguir um plano de leitura, mas estou dizendo que a transformação vem pela aplicação da Palavra, não pelo ato religioso de ler (pra satisfazer seu status em dizer quantas vezes leu a Bíblia toda). É claro que a disciplina é importante. Mas tudo deve ser feito com moderação e equilíbrio.

A culpa nos deixa tristes e nos impede de buscar o Senhor. A correção do Espírito Santo nos chamando de volta é diferente. Não pesa, não deve entristecer, mas nos deixa fracas, sedentas, sem força, nos mostra que precisamos preencher o vazio, nos leva a querer “beber água de novo”.

E sabe o melhor de tudo? Basta apenas um encontro para que tudo volte ao normal. Qualquer dia que você se achegar a Ele, Ele se achegará a você (Tiago 5:8). Ele está pronto para lhe regar com Sua presença e amparar com seu amor e direção. As orações são ouvidas, independente do tempo. E a Bíblia ainda será a boca de Deus em seus ouvidos.

Em Oséias 6:3 diz: “Vamos nos dedicar mais e mais ao Senhor! Tão certo como nasce o Sol, Ele virá nos ajudar; virá tão certamente como vêm as chuvas da primavera que regam a terra.”

Isaías 55:10,11 diz: “A chuva e a neve caem do céu e não voltam até que tenham regado a terra, fazendo as plantas brotarem, crescerem e produzirem sementes para serem plantadas e darem alimento para as pessoas, assim ocorre também com a Palavra que sai da minha boca, não voltará para Mim vazia, mas fará o que desejo e atingirá o proposito para o qual a enviei.”

Assim como as leis da natureza são cumpridas de forma tão natural e certa, tenha a certeza que qualquer tempo investido na presença do Senhor (leitura Palavra e oração) dará frutos, atingirá o propósito Dele em te formar como Jesus, consolar, ensinar, repreender, direcionar.

Ele não vê o tempo como nós. Somos limitadas nas mãos de um Deus ilimitado e eterno.

Volte ainda hoje a ouvir a voz de Deus por meio da leitura e da oração. Basta apenas uma chuva, e tudo voltará a ficar verde. As mudinhas de plantas irão crescer e dar fruto.

Para mim ainda a melhor forma ainda é pela manhã, antes da loucura do dia, antes que o mundo” acorde”. Mas se não der, gosto de fazer “surpresas” ao Pai… num horário livre, que poderia apenas assistir algo ou jogar tempo fora numa rede social, saio correndo, pego um violão ou vou até um piano próximo, e passo tempo com meu amigo. Passando roupa, lavando louça, em meio a caminhada. Ao invés de reclamar enquanto faz essas atividades, converse com Ele, interceda por sua igreja, pelos missionários, por seus amigos, pelo nosso país, e por qualquer outra coisa.

Triste seria permanecer seca, sem cor e sem frutos pelo simples de fato de não sair na chuva! Que o Senhor nos livre da culpa, da preguiça e das motivações erradas!

 

Fotografia: Robb Leahy on Unsplash

 

Escrito por

"Uma quase Campineira, casada com um baiano que conheceu no Instituto Bíblico Peniel, onde se formaram em Teologia, e uniram duas culturas diferentes, o que tem tornado suas vidas mais empolgantes e cheias de amor. É psicóloga, gosta de ler, ouvir boa música, apreciar o pôr do sol e tomar uma Coca com amigos. Nos últimos 2 anos, serviram ao Senhor em Campinas/SP, onde seu marido foi pastor auxiliar, de jovens e adolescentes. Agora, decidiram continuar o treinamento para o trabalho missionário com povos transculturais. Ambos desejam alcançar os que ainda nunca ouviram falar sobre Deus."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s