Pequenos Grandes Encontros

Sabe aquele dia em que você está mais do que exausta, quando a paciência e as forças se esgotam e só o que pensa é em deitar e apagar? Pois é, estava me sentindo assim, tudo isto causado por uma dor de garganta daquelas de inverno ha -30 C, estou na Mongólia. Mas não é sobre isto que quero contar.

É sobre um menino de 4 anos que ao deitar ao lado de sua mãe pede para que ela leia a bíblia, como de costume o faz todas as noites antes de dormir. Mas o problema é que a mãe é esta aí que estava exausta e o que mais desejava era dormir.  O filho diz: – “Mãe leia a bíblia pra mim, quero ouvir.” e após alguns segundos em silêncio naquele quarto, onde as luzes já haviam sido apagadas, ele continua: “- porque quero ir para o céu e ficar com Jesus.”

A mãe então amolecida com o este desejo tão especial, pede para a filha mais velha ler o próximo capítulo da história lida na noite anterior. E qual era a história?

O encontro de Samuel com Davi, filho de Jessé. Sim, quando Samuel ungiu Davi, escolhido por Deus para reinar sobre o povo de Israel. Este encontro foi marcado pelo criador, por mais que para seu pai não seria este o filho escolhido. “- Você tem mais algum filho? Pergunta Samuel à Jessé, após ter sido apresentado aos outros filhos. E este responde: – “Sim, o caçula que está lá fora, cuidando das ovelhas”. E então o novo rei de Israel após ser ungido foi cheio do Espirito Santo.

E eu aqui mais de dois mil anos após esta história, ouço meu caçula desejar o encontro com o Filho de Davi, aquele prometido por Deus, que descenderia da raiz de Jessé. Minha resposta ao pedido de meu filho foi: “- Sim vamos ler a bíblia, porque este também é o meu maior desejo;  o encontro eterno face a face com Jesus, onde qualquer tipo de dor será esquecida”. E enquanto esperamos por Ele, degustamos destes pequenos grandes encontros, que acontecem no quarto fechado, com a bíblia aberta ouvindo o Rei falar.

“Senhor Tu és a minha porção o meu cálice; és tu que garantes o meu futuro. As divisas caíram para mim em lugares agradáveis: tenho uma bela herança! Bendirei o Senhor, que me aconselha; na escura noite o meu coração me ensina! Sempre tenho o Senhor diante de mim. Com ele à minha direita não serei abalado.  Por isso o meu coração se alegra e no íntimo exulto; mesmo o meu corpo repousará tranquilo, porque tu não me abandonarás no sepulcro, nem permitirá que teu santo sofra decomposição. Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno prazer à tua direita”.  

Salmo davídico 16: 5-11

 

Fotografia: Clint McKoy on Unsplash

 

Escrito por

Sou Juliana, filha do Pai, 31 anos, formada em teologia, casada, mãe de uma garotinha e um garotinho. Dona de casa, homeschooler, morando atualmente em uma tenda no meio do deserto da Mongólia. Em constante aprendizado nas matérias; amor e serviço. Apaixonada pelos quatro citados acima, pela beleza da criação e pela singularidade das pessoas espalhadas por este mundo.

7 comentários em “Pequenos Grandes Encontros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s