My old Superman

Quando era pequena, eu tinha uma relação maravilhosa com o meu pai. Como temos a personalidade parecida, passávamos muito tempo conversando e conversávamos sobre tudo. À noite, eu e meus irmãos deitávamos na cama dos nossos pais e meu pai contava histórias que eram uma mistura de coisas que ele ouviu, viveu ou inventou. Isso […]

Leia mais

Deixe entrar

Ela entrava sem bater na porta. Quando eu via, já estava na minha frente sentada à mesa, esperando por um chá ou apenas um olhar. Alguns minutos depois aparecia outra e, assim, quando eu menos esperava, tinha que parar o que estava fazendo e dar-lhes atenção. Tentava me comunicar e, de alguma forma, relacionar-me com […]

Leia mais

O que falta na sua panela?

Eu e as panelas já tivemos vivências interessantes ao longo de nosso relacionamento. Na maior parte do tempo, eu sentia certa animosidade por parte delas, como se estivessem torcendo para que eu tomasse decisões equivocadas durante a execução das receitas. É fato que – preciso admitir – sempre mantive uma relação superficial com as amigas […]

Leia mais

Encaixem minhas peças!

Existe uma dor profunda dentro de um coração que não se sente observado. Há uma lacuna interna aberta, que precisa ser preenchida por alguma coisa que nos faça sentir “enxergadas”. Ansiamos por alguém que olhe nossos olhos e enxergue a nossa alma. Que saiba o que estamos sentindo naquele dia. Que saiba como queremos ser […]

Leia mais

Amigos e Conhecidos

Amigo é pra sempre. Conhecido é até um pequeno desentendido. Amigo é sempre presente. Conhecido é quando lhe é conveniente. Amigo num mal entendido, te conhece, permanece, esclarece. Conhecido não compreende, te ofende, bloqueia e até esquece. Amigo nunca deixa de falar com você. Conhecido quando melindre, sempre arruma um motivinho. Amigo é ouvido sempre […]

Leia mais

A pressa que me atrasa…

Tenho medo de onde vamos parar, com tanta pressa, mas não saindo de lugar algum. Alguns até vão longe, mas são “forçados” a parar ou cair doentes, e nessa pausa “pós vida frenética”, o tempo que ficam parados, é como se fossem ultrapassados por eles mesmos, como se tivessem perdendo tempo enquanto se recuperam. Então […]

Leia mais

Menos é mais

Cresci em uma cidade que não tinha meninos de rua. Não, não era uma cidade rica dessas que a gente vê em revista, em algum país distante. Era aqui mesmo no Brasil, com casas de madeira, sem eletricidade ou água encanada, em ruas sem asfalto, no estado do Pará. Hoje já não é mais assim. […]

Leia mais