Às vezes é preciso

Quase todo mundo conhece o ditado popular: Dou um boi para não entrar numa briga, mas dou uma boiada para não sair. A tendência nossa de seres humanos, perante algum conflito, é defendermos nosso ponto de vista à qualquer custo. As redes sociais são bons exemplos disto. Pessoas defendem suas visões de política, religião, educação e até mesmo modo de vestir. Acho até... Continue lendo →

Mais cheesecake, por favor!

A cidade em que moramos é bem pequena. Temos duas avenidas principais com alguns restaurantes bons, e alguns supermercados. Se quisermos comemorar alguma data especial, ou até mesmo ir a uma churrascaria, temos que dirigir de uma a três horas para cidades maiores que dispõem de restaurantes melhores, cinemas mais confortáveis e com som digital,... Continue lendo →

Mexe comigo mas não mexe com meu filho!

A bebê nasceu! E junto com ela nasceu a Mamãe, que não sabia de muita coisa, inclusive qual conselho seguir dos milhares que vinham a ela! Descobriu tanta coisa nova sobre si mesma, principalmente um amor tão grande que nem imaginava que podia sentir! Essa sou eu, e muitas outras mães que se descobriram quando tiveram seus filhos.... Continue lendo →

Férias! Yay!

Passando pela minha timeline no Facebook nas últimas semanas, tenho visto vários memes sobre as benditas férias. Professores festejando e mães se desesperando! Muito engraçado e verdadeiro! As professoras tem um momento de respirar e descansar de ensinar aquelas tantas crianças (que não são suas); enquanto as famílias, especificamente as mães, se rebolam e mexem... Continue lendo →

O lixo esquecido que chamo de perdão

Quando começamos o blog, pensamos na ideia de sugerir temas mensais onde cada autor poderia discorrer sobre sua experiência naquela área, sua percepção e entendimento do assunto. O objetivo era termos uma diversidade de olhares sobre a mesma "imagem". Éramos apenas 6 inicialmente, e cada uma sugeriu 2 tópicos, os quais distribuímos pelos 12 meses... Continue lendo →

De wi-fi a tucumã

Lembro que no segundo ano do ensino médio ouvi a história de uma moça que de tanto comer tucumã ficou cor de laranja. Para as queridas que não nasceram na região norte, tucumã é uma fruta amazônica alaranjada, que cresce em cachos no alto de palmeiras. Com ela fazemos o famoso x-caboquinho, sanduíche que consiste... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: